expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass' oncontextmenu='return false' ondragstart='return false' onkeydown='return checartecla(event)' onselectstart='return false'>

domingo, 7 de abril de 2013

Resenha Ali´s Pretty Little Lies








"Antes de existir um -A, existia Alison Dilaurentis."

Essa frase que está na contracapa de Ali´s Pretty Little Lies é a melhor definição para a narrativa do livro. Podemos mudar um pouquinho e dizer que antes do problema ser -A, o problema era Alison DiLaurentis.

Ali´s Pretty Little Lies é um prequel de PLL, que termina onde começa o primeiro livro, Maldosas.

O primeiro capítulo de Maldosas é um flashback da noite da festa do pijama que Alison, Hanna, Aria, Emily e Spencer organizaram para comemorar o final do sétimo ano. A história começa com o encontro das cinco amigas no quintal dos Hastings depois do fim das aulas. Após a cerimônia de formatura, as cinco se reuniram no celeiro dos Hastings para comemorar o que seria o começo do melhor verão de todos os tempos. Mas a festa durou pouco.

Alison inventou de hipnotizar as amigas e acabou se desentendendo com Spencer, que a expulsou do celeiro. Spencer se surpreendeu com a reação de Ali, que obedeceu a ordem sem reclamar, e foi atrás dela. Spencer se exaltou e empurrou Ali contra um muro, virou as costas e voltou para o celeiro. As meninas acordaram da hipnose e deram pela falta das duas. Spencer disse que, quando acordou, Ali já tinha ido embora. O clima ficou estranho e cada uma foi para sua casa. Na manhã seguinte, os pais de Ali estavam desesperados. Sua filha havia desaparecido.

Passaram-se três anos desde a festa do pijama e Alison continuava desaparecida. A saga das PLL começa junto com o ano letivo em Rosewood Day. Ao longo dos oito primeiros livros, acompanhamos a vida das quatro ex-melhores amigas e, através de flashbacks, ficamos sabendo algumas coisas da época em que elas eram amigas de Ali. No livro #8, conhecemos Courtney, apresentada como a irmã gêmea de Alison, que tinha problemas mentais e, por isso, passou a maior parte de sua vida internada em sanatórios e clínicas de reabilitação. Após a polícia prender Billy Forbes como assassino confesso de Alison, os DiLaurentis apresentam a gêmea problema para a cidade, afirmando que, finalmente, ela poderia voltar para casa. 

No mesmo livro, a própria Alison nos conta que passou a vida sendo vítima da insanidade da irmã, Courtney, que era obcecada por ela. O ápice da loucura de Courtney foi mandar Alison para uma clinica no lugar dela e assumir seu lugar em Rosewood. Conhecemos Courtney de acordo com os relatos de Alison, que a descreveu como desequilibrada, esquizofrênica e que fazia de tudo para ser a irmã.

Diferente de Courtney, conhecemos Alison através das lembranças da Liars e dos capítulos de flashback no começo de cada livro. Alison era a garota popular, objeto de desejo de meninas que queriam sua amizade e de meninos que queriam algo a mais. Como toda garota popular, andava escoltada por uma corte de amigas que faziam qualquer coisa por ela. E, como toda garota popular, não poupava os perdedores, fazendo piadas e comentários maldosos para humilhar constantemente seus desafetos. Ninguém entendeu nada quando Ali virou a cara para Naomi e Riley e passou a andar com Aria, Emily, Spencer e Hanna. As quatro também não entenderam o motivo de Ali escolhê-las como novas melhores amigas, mas nunca abriram a boca. Agora que eram populares, tudo o que elas não queriam era voltar para seus dias de fracassadas.

Mesmo com toda a badalação conquistada com a amizade de Ali, as meninas estavam cansadas das constantes situações constrangedoras que Ali provocava. Apesar dos bons momentos que viveram durante um ano e meio de amizade, no final do sétimo ano, todas elas apresentavam sinais de descontentamento com o comportamento de Ali. Nenhuma delas tinha coragem de admitir mas a verdade era que a amizade com Ali havia se transformado em um fardo. 

No livro #8, Perigosas, as Liars descobrem que nunca foram amigas da verdadeira Alison mas sim de sua irmã gêmea maluca, Courtney. E em Ali´s PLL nós descobrimos que Courtney era só mais uma vítima nas mãos de Alison.

O livro começa narrando o dia em que Alison foi internada no lugar de Courtney. A família DiLaurentis morava em Connecticut antes de mudar para Rosewood. Quando crianças, as gêmeas Alison e Courtney eram melhores amigas e não se desgrudavam. Com o passar do tempo, Courtney começou a se comportar de maneira agressiva, preocupando vizinhos e escola. Courtney começou a se passar pela irmã e assustou todo mundo com a obsessão que nutria por Ali. Os pais não deram muita atenção para esse comportamento até encontrarem Courtney enforcando Ali.

A cena foi o estopim para encaminhar as irmãs para uma avaliação psiquiátrica. Alison não apresentou nenhum problema; diferente de Courtney, que foi diagnosticada como esquizo. Envergonhada, a família internou Courtney em um sanatório, o Radley, e foi recomeçar a vida em outra cidade, mudando o sobrenome e se apresentando apenas com um filho, Jason, e uma filha, Ali. 

Em pouco tempo, Alison se tornou a princesa de Rosewood, enquanto sua irmã foi esquecida no Radley. Courtney fazia algumas visitas à família, mas ficava enfurnada em um quarto minúsculo, proibida de sair de casa. Quando o Radley anunciou que iria fechar, os DiLaurentis decidiram manter a filha longe e escolheram uma nova clinica, chamada Preserve. 

Ali obrigava Courtney a se passar por ela e fazer outras coisas porquê tinha inveja dela. Courtney era querida por todos. Alison não aceitava que sua irmã a ofuscasse e tratou de dar um jeito de tirá-la do seu caminho. Courtney adorava ter uma irmã e ser amiga dela, enquanto Ali não queria ninguém aparecendo mais do que ela.

Alison conseguiu manipular todos a sua volta para que acreditassem que Courtney era louca. Jason sabia que Ali era quem tocava o terror e era super amigo de Courtney. As irmãs usavam um anel com as iniciais de seus nomes, para que os pais pudessem diferenciá-las. No final de semana em que as duas estavam em casa, Ali não se cansava de provocar Courtney. Ela sempre começava as discussões e dava um jeito de responsabilizar a irmã. 

Na semana em que Courtney iria para a Preserve, Rosewood Day anunciou a Cápsula do Tempo, uma antiga tradição da escola. A Cápsula era uma espécie de caça ao tesouro. A bandeira da escola era cortada em vários pedaços, que eram escondidos por alunos veteranos. Todos os alunos, à partir do sexto ano, podiam participar da brincadeira. Quem encontrasse um pedaço da bandeira deveria decorá-lo. Quando todos os pedaços fossem encontrados, a bandeira era costurada e enterrada no jardim da escola, dentro de uma cápsula. 

Aquele ano foi a primeira vez que Alison e as Liars puderam participar da brincadeira. Alison anunciou, no bicicletário da escola, que já sabia onde estava um pedaço da bandeira. As Liars ouviram e planejaram individualmente roubar o pedaço dela. As quatro chegaram juntas no quintal dos DiLaurentis, ao mesmo tempo que a família se preparava para levar Courtney para a Preserve. 

Courtney estava cansada de ficar internada e não queria de jeito nenhum ir para a Preserve. Observando todos os passos da irmã, ela pegou o anel de Ali e se aproveitou da presença das Liars no quintal para se passar por Ali. Tudo aconteceu muito rápido e ela conseguiu internar Ali em seu lugar.

Com exceção do prólogo, em todos os trinta e quatro capítulos do livro Courtney aparece como Alison e Alison como Courtney, mesmo no momento do crime. Mas aqui no post Ali é Ali e Courtney é Courtney.

Após a troca de identidade, Courtney evitava visitar a irmã, mas em um sábado ela foi obrigada a ir. Durante a visita na Preserve, Courtney conheceu Iris, colega de quarto de Ali, que também falou super bem da sua antiga colega, Tabitha. Ali contou que estudava por e-mail com um amigo, Tripp, e que as vezes saia da clinica acompanhada de um responsável. Ali se despediu da família dizendo era hora da TG e, antes de ir embora, Courtney encontrou Ali no banheiro, que a ameaçou, avisando que ela deveria começar a se despedir de todos.

Depois dessa visita, Courtney começou a receber ligações anônimas no seu celular. Ela sabia que era Alison. 

As histórias contadas no livro não são novas. A maioria já havia sido contada através de flashbacks. Aos poucos, as meninas se lembram de situações com Courtney que se resumiam em insinuações constrangedoras sobre os segredos de cada uma delas. Em Ali´s PLL essas situações são descritas por completo, narrando as circunstâncias em que aconteceram.

Logo que assumiu o lugar de Ali, Courtney precisava se comportar como ela, fazendo tudo exatamente como Ali fazia. Ela conseguiu personificar tão bem a irmã que ninguém desconfiou da troca. Como era a garota mais popular, Ali deveria ter uma vida perfeita. Nada poderia estar errado com ela. Ali estava sempre feliz, nunca chorava, sua família era perfeita e sua vida um mar de rosas. Claro que ela fazia de tudo para que seus problemas não fossem notados. Todos deveriam invejar a sua vida perfeita.

Para se passar pela irmã, Courtney leu o diário de Ali. A maior parte dos relatos envolvia Naomi e Riley e estava escrito em código. Courtney não fazia ideia do que se tratava e por isso sua primeira providência foi ignorar as duas. Courtney continuou a escrever no diário, contando sua vida, e decorou tudo o que tinha lido para se passar por Ali. 

Courtney não era como Ali. Ela se cansava de fingir perfeição em tudo e morria de medo de ser abandonada pelas meninas. Tudo o que ela fazia era para que as meninas não se afastassem dela. Por algum motivo, as Liars não se abriam com Courtney, que passou a desconfiar que elas estavam de saco cheio dela. Como Ali D. não poderia se mostrar vulnerável, Courtney tentava fazer as meninas falarem dos seus problemas para que ela pudesse contar os dela. Como nenhuma delas abria a boca, Courtney não achava justo as meninas esconderem as coisas e fingir que estava tudo bem.

Courtney ficou sabendo dos segredos sem querer. Ela não ficou bisbilhotando ou espiando as meninas para descobrir as coisas. Para o azar das meninas, Courtney acabou descobrindo só coisas ruins, que com toda certeza nenhuma delas queria que os outros soubessem. Basicamente, o problema de Courtney era uma certa carência. Tive a impressão que, por ter passado metade da vida internada, Courtney tinha o sonho de ter uma vida normal, com amigas normais, em um lugar normal. Ela morria de medo que alguém descobrisse a troca. Para não correr nenhum risco, ela se tornou uma cópia tão perfeita da irmã que nem que se ela quisesse contar a verdade, as pessoas iriam acreditar.

Courtney sofria com tudo isso. Ela odiava ter que destratar Jason, de quem sempre foi amiga. Courtney ficava triste pelo pouco caso dos seus pais com ela. Sua mãe mal falava com seu pai. Ela se desesperava em pensar que o casamento dos dois pudesse acabar. Quando viu sua mãe com outro homem, Courtney a condenou. Ela ficou com ódio da mãe. Durante uma reunião de família, Courtney berrou na frente do pai que tinha visto a mãe com outro homem e ela ficou perplexa quando descobriu que o pai de Spencer era seu pai biológico. Courtney não entendia como sua mãe pode fazer aquilo. Foi por causa dessa descoberta que Courtney não beijou Ian. Se beijasse um garoto comprometido, ela seria tão baixa quanto a sua mãe, ainda mais que ela também estava com uma pessoa - Nick.

O namoradinho de Courtney é um tanto quanto suspeito. Desconfio que ele é o cúmplice de Alison. Quando visitou a irmã na Preserve, Ali falou que tinha ajuda de um amigo, chamado Tripp, para estudar algumas matérias. Courtney conheceu Nick no estacionamento da escola. Ele se apresentou como um amigo da época do acampamento Ravenswood, mesmo nome do spin-off desse ano. Courtney, obviamente, não o reconheceu, mas ela deu um jeito de fingir que se lembrava dele. O que chama a atenção é que no diário de Ali não tem nada sobre Nick. Tenho a impressão de que Tripp e Nick são a mesma pessoa. As outras amigas de Ali, Iris e Tabitha, já apareceram nos livros, o que reforça minhas suspeitas.

Courtney se interessou por Nick quando descobriu que ele tinha dado um fora em Ali. Ela desconfiou que esse era o motivo da irmã não ter escrito nada sobre ele. Qualquer coisa que Nick falava, Courney dava um jeito de mentir que sabia sobre o que ele estava falando. No entanto, em nenhum momento é falado se Nick desconfiava que algo estava errado.

Outra coisa que reforça a suspeita é que Nick não foi na festa de Courtney. Ele disse que tinha que trabalhar. Quando Courtney reconhece a voz que fala com Ali, ela fica em xoque por não entender o motivo da pessoa ter feito aquilo. Com essa reação, tive a impressão que o cúmplice se dava bem com Courtney e por isso ela se surpreendeu. Se a voz fosse de uma pessoa amiga de Ali, como Naomi ou Riley, Courtney saberia que a pessoa estava lá porquê era amiga da irmã.

Assim como Ali, Courtney não escreveu sobre Nick no diário e não contou sobre ele para ninguém. Ela não queria falar nada sem antes de ter certeza de que ele realmente gostava dela. Courtney confiava tanto nele que contou sobre a irmã gêmea. Depois que Courtney revelou a situação com a irmã, Nick disse que conheceu uma pessoa assim, que era uma coisa e depois se mostrou outra. A tal pessoa era uma amiga de sua ex-namorada. 

Sobre os segredos das Liars. Vamos comentar a situação de cada uma delas.

Começando por Hanna. Na escola, Courtney viu Hanna conversando com uma menina mais velha, chamada Josie. Courtney ficou super curiosa em saber como Hanna conheceu Josie, que era o tipo de menina que ela acharia legal para ser amiga. Hanna apresentou Josie para Courtney e explicou que a conheceu na Otter, uma loja do King James. Courtney não se conformou de Hanna ter ido ao shopping sozinha e, de cara, tentou queimar Hanna na frente de Josie. Courtney achou que Hanna não queria mais a companhia dela para ir ao shopping e que ela seria substituída por Josie. Após esse encontro, é revelado que Courtney achava que Hanna tinha tudo para ser a garota popular, a abelha rainha. Se Hanna se esforçasse com certeza tomaria seu lugar.

Depois que os pais de Hanna se separaram, Tom abandonou Hanna por um bom tempo. Certo dia, ela foi surpreendida por uma convite do pai para ir até Anápolis conhecer sua nova casa e sua nova família - Kate e Isabel. Hanna chamou Courtney para ir com ela para mostrar para Kate que, apesar dela ser gorda e feia, ela tinha amigas legais. O problema foi que Courtney e Kate se deram super bem. Hanna ficou péssima e começou a comer descontroladamente. O estopim foi quando seu pai a chamou de porquinha na frente de todos. Hanna correu para o banheiro, pegou uma escova de dente e provocou o vômito. Ela não sabia que a escova era de Kate. Courtney entrou no banheiro e se assustou, mas prometeu que não falaria para ninguém, pois ela se sentia um pouco responsável pela situação. Hanna se sentia aliviada quando vomitava.

Certa vez, Courtney chegou de surpresa na casa de Hanna e desconfiou que ela tinha acabado de vomitar. Hanna negou. Dias depois, Courtney ouviu Hanna falando mal dela para Josie. Courtney fingiu que não ligou. Hanna inventou que ela estava falando de Kate, porquê Josie passou por uma situação parecida. Courtney sabia que era mentira e tranquilizou Hanna dizendo que elas continuariam amigas. Courtney se sentiu menosprezada, ela achou que Hanna não confiava nela e que seria trocada por Josie.

Courtney sentia inveja da amizade de Hanna com Tom. Ela condenava as brincadeiras que Tom fazia com Hanna na frente dela, mas morria de vontade que seu pai fosse daquele jeito. Como Hanna falou mal dela para Josie e não admitiu que continuava vomitando, Courtney armou para Hanna ver Josie com Sean.

No começo do livro, ficamos sabendo que Courtney não sabia o motivo mas ela se sentia obrigada a competir em tudo com Spencer. As duas viviam se alfinetando. Courtney falava mal dos Hastings e fez de tudo para conseguir a vaga no time de hóquei apenas para provocar Spencer. Nos livros, Spencer lembra várias vezes que Courtney pendurava o uniforme de hóquei perto da janela do seu quarto para que ela visse.

Quando Spencer contou que paquerava Ian, Courtney deu o maior apoio para ela investir nele, mesmo com ele namorando Melissa. O problema foi que Ian queria beijar Courtney e não Spencer. Como Courtney estava como Nick, ela nem queria saber de Ian. Para ajudar Spencer, Courtney contou o que sabia para Ian e falou que se ele beijasse Spencer, ela o beijaria. Courtney fez isso para ajudar Spencer.

Em uma tarde, Courtney viu Spencer e Ian no quintal conversando. Ela ficou espiando e viu os dois se beijando. Quando Ian foi embora, Courtney foi falar com Spencer, que não contou o que tinha acabado de acontecer. Courtney achou que Spencer não confiava nela e, para se vingar, começou a soltar indiretas para Melissa sobre algo que Spencer queria contar para a irmã.

Na discussão na noite da festa do pijama, Courtney humilhou Spencer porquê ela temia que a amiga visse Ali. Spencer parecia não se ofender com as provocações de Courtney, que jogou o mais baixo que pode para Spencer voltar para o celeiro e não desconfiar de nada. Inclusive, Courtney ficou com ódio de Ian por ele ter a beijado na Pedreira. Nick flagrou os dois e condenou Courtney, passando a ignorá-la. Courtney não admitia que Ian continuasse feliz com Melissa depois de ter estragado o namoro dela. Por isso que ela combinou o encontro com Ian. Ela queria que Melissa visse o beijo para brigar com ele.

Já fazia tempo que Courtney acompanhava a crise no casamento dos seus pais. Os dois nem se falavam em casa e não saiam mais juntos. Durante um jantar no Rive Gauche, era nítido o desconforto dos pais com a situação; o casal não se tolerava mais. Quando foi com os Montgomery à uma loja de antiguidades, Courtney notou uma tensão entre Byron e Ella. Uma vez que dormiu na casa deles, Courtney estranhou o fato do casal dormir em quartos separados. Aria disse que Byron roncava muito e por isso os pais não dormiam juntos. Courtney achou estranho a desculpa de Aria porquê ela não ouviu barulho de nada durante a noite.

Depois do episódio na loja, Courtney passou a perguntar para Aria como estavam as coisas na casa dela. Aria sempre respondia que tudo estava bem, frustrando a tentativa de Courtney de comentar sobre os problemas no casamento dos pais dela. Courtney queria conversar com alguém sobre a situação dos seus pais mas não queria começar o assunto. Certo dia, Jason chamou a irmã para acompanhá-lo até a Hollis para ele resolver uns assuntos sobre a faculdade. Enquanto esperava por Jason, Courtney saiu do carro para dar uma volta e viu Byron beijando uma moça loira. Ela ficou indignada. Isso aconteceu depois que ela descobriu que sua mãe traia seu pai. Courtney ficou curiosa e queria saber se Aria e Ella sabiam daquilo.

Após o flagra, Courtney achou que Aria era a pessoa certa para conversar sobre a crise no casamento dos seus pais. Courtney puxou assunto mas Aria desconversou. Courtney se sentiu humilhada, achando que Aria fez pouco caso do problema dela. Para se vingar, ela inventou que Noel deu o fora em Aria por gostar dela.

Acabou que a própria Courtney esqueceu que inventou a história de Noel. Quando estava com Aria em uma loja de discos, no centro comercial da Hollis, Aria contou que seu pai tinha recebido uma proposta de emprego na Islândia, para estudar gnomos, e que sua família estava super animada com a ideia de mudar de país. Aria falou que a Islândia tinha tudo que ela gostava e ela queria que seu pai aceitasse o emprego. Courtney ficou com raiva que Aria queria se mudar e nem se lamentou por ter que se separar das amigas. Courtney também invejou a união dos Montgomery e para acabar com a alegria de Aria, ela se lembrou que a loja era perto do beco em que ela viu Byron traindo Ella. Courtney chamou Aria para dar uma volta e foi em direção ao beco para Aria flagrar o pai. Para o azar de Aria e sorte de Courtney, Byron estava lá. Mesmo assim, Aria não falou nada para Courtney; pelo contrário, ela começou a evitá-la.

O mesmo fizeram Spencer e Hanna. As três passaram as últimas semanas antes do fim das aulas evitando Courtney. Não respondiam as mensagens e inventavam mil desculpas para não encontrarem com ela. Essa situação foi justamente na época em que Courtney mais precisava das meninas, logo depois que ela soube que sua irmã voltaria para casa.

Quanto a Emily, nada demais foi revelado. O livro conta, detalhadamente, como Courtney descobriu que Emily gostava dela e as circunstâncias em que elas se beijaram na casa da árvore. Emily sempre dava uma desculpa para não revelar o nome da pessoa que ela gostava. Várias vezes, ela ficava nervosa e saia de perto de Courtney, sem ela entender o motivo. Durante uma tarde de compras, Courtney pegou um caderno na mochila de Em e viu escrito Emily ama Alison

Inicialmente, Courtney repudiou Emily, mas ela se sentiu mal com a situação. Ela sentiu remorso por condenar Emily. Courtney sabia o quanto Emily era leal a ela e sabia que nunca mais encontraria uma amiga como ela. Depois do que viu no caderno, Courtney entendeu o comportamento estranho de Emily em várias situações.

Na manhã depois da festa que fez em sua casa, Courtney e Em foram na casa na árvore. Emily falou, mais uma vez, o quanto ela estava feliz por ser amiga de Courtney e ficou ainda mais apaixonada quando ela falou que as duas poderiam fugir de Rosewood para sempre. Não sei se Courtney se deixou levar pelo momento mas ela beijou Emily. Após o beijo, as duas ficaram sem graça e Courtney fez uma piadinha. Em ficou desconcertada e saiu correndo. Depois disso, Courtney não se sentia muito a vontade com ela, apesar de Em ter achado que sua paixão era correspondida. Em estava tão apaixonada a ponto de escrever uma carta de amor para Courtney. Na carta, Em se mostrou ciente de que aquele ato poderia arruinar a amizade entre elas.

Claro que Courtney passou a fazer piadinhas com a preferência de Em. Eu não sei exatamente qual era a intenção dela com isso, mas tive a impressão de que Courtney ficou preocupada com a opinião dos outros se soubessem que as duas se beijaram. Courtney gostou do beijo. Ela se sentia feliz por ter beijado uma pessoa que a desejava. Mas ao mesmo tempo, ela sabia que não gostava de meninas e que as pessoas achariam aquela situação bizarra. 

No caso de Emily, não foi ela que passou a evitar Courtney; foi Courtney que passou a evitá-la.

Por fim, cada uma das meninas temia que Courtney abrisse a boca e revelasse seus segredos. Como não tinham coragem de enfrentar Courtney, as meninas se calavam, preferindo evitá-la a tocar no assunto. E como Courtney temia ser abandonada, ela torturava as meninas para reafirmar seu domínio sobre elas. Por várias vezes, Courtney se mostra triste com suas atitudes. Ela preferia não ter que apelar para esse tipo de coisa mas, infelizmente, as meninas, por se calarem, acabavam praticamente implorando por aquilo.

Os últimos capítulos do livro narram a cronologia do crime. Os DiLaurentis começaram a cogitar a volta de Ali para a casa depois de ouvirem os médicos elogiando o comportamento dela. Os médicos fizeram mil elogios à Ali, dizendo que ela era uma paciente modelo. Todos na Preserve admiravam seu comportamento e seu destaque nas atividades paralelas. Ali contou para os pais que, devido ao seu bom comportamento, ela estava autorizada a sair da clinica para passear, na companhia de um responsável. Ali fez mil elogios a Iris e a Tabitha. Ali ameaçou Courtney na frente de Iris.

Segundo Ali, Iris estava na clinica para tratar de distúrbios alimentares e receberia alta em poucas semanas. Depois da visita, Courtney viu Iris no shopping. No livro #7, Hanna vai para a Preserve e divide o quarto com Iris. As duas se entendem de cara e se tornam melhores amigas. Hanna adorava Iris mas se incomodava por ela falar demais sobre uma tal Courtney, que mentiu para ela dizendo que era normal e se revelou uma doida de pedra. Tara tenta avisar Hanna sobre Iris, mas ela não dá ouvidos. Depois de uma confusão durante a terapia de grupo, Hanna conclui que Iris matou Ali. No livro #8, a própria Ali confirma para Hanna que conhecia Iris e a história se dá por encerrada. Não entendi direito a relação de Iris com Ali, mas de qualquer forma, o livro explica o comportamento de Iris e de Tabitha. Elas sabiam tudo sobre as Liars porquê conheceram Alison.

Voltando ao crime. Depois dos elogios dos médicos, os DiLaurentis resolveram que estava na hora de enfrentar o problema em vez de continuar escondendo a filha maluca. A sra. D. sugeriu que Courtney contasse para as amigas sobre a irmã. Claro que ela reprovou a ideia. Courtney sabia que Ali iria desmascará-la mais cedo ou mais tarde. Ali ligou várias vezes para Courtney e ficava muda quando a irmã atendia o telefone. Uma vez ela gargalhou e outra vez, um pouco antes de voltar para casa, ela deixou uma foto na porta de casa com um recado para Courtney. A foto era de Courtney e Ian abraçados e atrás estava escrito: você vai morrer sua vaca

Ali voltou para casa dias antes da formatura dos irmãos. Ela se mostrou arrependida e consciente de que seu comportamento era exagerado. Os pais adoraram ver a filha boazinha. Ali abraçou Courtney quando a viu e, pelas costas dos pais, avisou mais uma vez que ela deveria começar a se despedir.

No último dia de aula, Courtney voltou para casa de carona com Cassie. No caminho, elas viram Ian e Melissa e comentaram que não sabiam como Ian ainda não tinha terminado com ela. Courtney ficou revoltada ao ver Ian feliz com Melissa enquanto Nick tinha terminado tudo com ela. Para se vingar, ela mandou uma mensagem para Ian marcando um encontro a noite e prometeu que o beijaria. Ian respondeu na mesma hora confirmando que estaria lá. O plano de Courtney era mandar uma mensagem para Melissa para que ela visse Ian com ela. Assim, Melissa poderia brigar com Ian e terminar com ele.

Quando Cassie estacionou na frente da casa dos D., ela pediu para usar o banheiro. Courtney ficou nervosa e respondeu um não de maneira grossa alegando que a casa estava infectada com germes. Cassie não entendeu a reação da amiga e foi embora.

Ao se aproximar da varanda, Courtney ouviu sua mãe e Ali discutindo. Ela não entrou em casa e tentou escutar o que estava acontecendo. Em seguida, ela ouviu sua mãe gritar com os pedreiros, reclamando que estava demorando para eles fecharem o buraco. Logo após a bronca da mãe, ela ouviu vozes no quintal e estremeceu ao reconhecer a voz de Spencer e Emily. Ela foi até os fundos da casa e se deparou com as quatro meninas no deck. Courtney falou oi e as meninas perguntaram porquê a sra. D. ficou brava com ela e porquê ela tinha mudado de roupa. Na hora, Courtney entendeu o que aconteceu. As meninas conversaram com Ali, que se passou pela irmã.

Por um descuido da sra. D., as meninas falaram com Ali, que se passou por Courtney sem despertar desconfiança. Quando chegou em casa, Courtney ficou histérica e foi o mais rápido que pode ao encontro das amigas antes que Ali fizesse qualquer coisa. A caminho do celeiro, Courtney notou a irmã na janela do quarto no segundo andar e teve certeza que ela estava planejando alguma coisa.

No celeiro, Courtney falou que queria hipnotizar as meninas. Ela apagou as luzes e acendeu algumas velas. Meio a contragosto, as meninas aceitaram. Durante a contagem regressiva, Courtney viu um flash de máquina fotográfica na janela. Ali estava espiando do lado de fora e tirando foto. Mais um flash foi disparado e Courtney foi até a janela para fechar a cortina. Quando ela se aproximou da janela, Ali não estava mais lá. Ela fechou as cortinas. Spencer reclamou que estava muito escuro e falou que estava cansada de Courtney querer fazer tudo do jeito dela. Spencer se irritou e expulsou Courtney do celeiro. Ela nem reclamou porquê ela queria sair de lá mas não sabia o que falar. Spencer foi atrás de Courtney ao se surpreender com a atitude dela. Courtney ficou histérica, com medo de que Spencer visse Ali. Spencer pediu desculpas e Courtney começou a humilhá-la, mas Spencer não cedia e permaneceu imóvel diante dela. Como última tentativa, Courtney falou que Ian só beijou Spencer porquê ela pediu, como uma prova de amor. Ela inventou que Ian disse que Spencer nem sabia beijar. Spencer se descontrolou e empurrou Courtney e, finalmente, voltou para o celeiro.

Courtney foi em direção a sua casa e a luz do quarto de Ali estava acesa. Ela tinha certeza que a irmã não estava lá. Courtney sentiu um cheiro de cigarro, mas não viu ninguém por ali. A caminho de casa, ela viu duas pessoas na divisa do seu quintal com o de Spencer. Era a sra. D. com o pai de Spencer. Ela ficou perplexa ao ver os dois se beijando. De repente, Ali apareceu. Courtney entrou em pânico e as duas começaram a discutir. Courtney ameaçou gritar e Ali zombou dela, dizendo que a mãe estava ocupada com o verdadeiro pai delas e que ela tinha colocado alguma coisa no vinho do seu pai para que ele dormisse. Courtney implorou para Ali não machucá-la e as duas se estapearam até Ali sentar em cima de Courtney.

Courtney se propôs a assumir a troca para os pais. Ela falou que faria qualquer coisa que Ali pedisse. Mas Ali não aceitou; ela queria que Courtney pagasse pelo que fez. Ali condenou Courtney por ter se juntado as Liars dizendo que elas eram idiotas, mas Courtney as defendeu. Ali falou que ela conseguiria se passar por Courtney e que se fosse preciso, ela seria amiga das Liars. Ali também revelou que tinha lido o diário de Courtney e que sabia de tudo o que aconteceu durante o tempo em que ela esteve internada. Assim como Ali, Courtney não escreveu sobre Nick no diário.

Ali se descontrolou e disse que queria matar a irmã mas não podia fazer aquilo. Courtney tentou acalmá-la. Quando parecia que Ali estava desistindo, uma pessoa apareceu atrás de Courtney e Ali ficou surpresa. Courtney tentou ver quem era mas não conseguiu. Ela foi empurrada por Alison e caiu no buraco, onde seu pescoço foi atingido por um objeto afiado e metálico. No buraco, Courtney reconheceu a voz da pessoa e não entendeu porquê ela estava fazendo aquilo. Ela tentou pedir socorro, mas não conseguia gritar. Aos poucos, ela começou a sentir que estava morrendo. Sua visão embaçou e ela apagou de vez. Antes de morrer, Courtney ouviu a pessoa falando para Ali que sempre estaria do lado dela e que estava ali pois "aquele sempre foi o plano".

Quando Ali chegou em casa, ela não esperava que seus pais estivessem acordados. Ela subiu as escadas super rápido sem acender as luzes. A sra. D. foi até o seu quarto e começou a desconfiar que algo estava errado. Ali começou a falar: eu não sou Courtney, sou Ali e esse é o meu quarto, preocupando a mãe. A sra. D. notou que ela estava sem o anel e sem a pulseira da Jenna Thing. Ali disse que as meninas discutiram e que a festa do pijama terminou antes do previsto. A sra. D. ficou um pouco mais calma ao ver que as luzes do celeiro estavam apagadas.

Na manhã seguinte, Ali foi até a cozinha e a mãe pediu para ela voltar para o quarto. Os pais, pensando que ela era Courtney, passaram a noite em claro esperando que Ali (Courtney) voltasse para casa. Eles telefonaram para as meninas e as amigas mais velhas do hóquei, mas nenhuma sabia dizer onde Ali poderia estar. A sra. D. chamou as Liars para conversar e pediu que Ali esperasse no quarto. A sra. D. perguntou para as meninas se Ali falou alguma coisa sobre estar deprimida ou sobre alguém estar a incomodando. As meninas afirmaram que não, que todos amavam Ali e não sabiam de ninguém que pudesse fazer algo ruim para ela. Hanna sugeriu que a sra. D. lesse o diário de Courtney e ela disse que tinha procurado e não achou. Ali estava com o diário e escondeu para ninguém achar. 

Depois que as meninas foram embora, os pedreiros começaram a jogar cimento no buraco para fechá-lo. Ali ficou aflita, esperando que algum deles encontrasse o corpo da irmã. A sra. D. percebeu que ela estava nervosa e constatou que a filha tinha feito alguma coisa grave. As duas começaram a discutir e a sra. D. mandou Ali fazer as malas para voltar para a Preserve.

Ali surtou e começou a falar que ela era Alison e os pais entraram em pânico. Rapidamente, os três entraram no carro e ao passar pela casa dos Hastings, o sr. D. mandou Ali se esconder porquê Spencer estava na varando e poderia vê-la. Nessa hora, Ali canalizou todo seu ódio nas Liars; se elas não tivessem aparecido no quintal da sua casa, Courtney não teria conseguido fazer a troca. Ali jurou que se vingaria das meninas. Ela não sabia quando ou como faria isso, mas sabia que tinha um aliado que faria qualquer coisa por ela.

Conclusão:

*Nenhuma das gêmeas tinha problema mental. As duas eram amigas quando crianças até Ali começar a se incomodar com a preferencia dos outros pela irmã. Para tirar Courtney do seu caminho, ela se aproveitou da fragilidade da irmã e começou a manipulá-la para que todos a taxassem de louca;

*Courtney realmente gostava das Liars. Apesar do livro ter explicado que o comportamento controlador de Courtney era resultado do medo que ela tinha de ser abandonada pelas meninas, não ficou claro o motivo das Liars não desabafarem com ela. Eu imagino que seja por causa da Jenna Thing. A ideia de acender a bombinha foi de Courtney e eternamente elas estariam ligadas por aquilo. Talvez esse episódio foi o suficiente para as meninas decidirem não falar nada comprometedor para Courtney;

*Courtney contou para Ian que Spencer gostava dele e incentivou Spencer a beijá-lo, mesmo após Ian dizer que queria beijá-la. Depois que Nick viu Courtney e Ian se beijando, ela ficou com raiva dele e prometeu que o beijaria apenas para que Melissa visse a cena e brigasse com Ian. Courtney se revoltou quando viu Ian e Melissa felizes e a culpa por Nick ter dado o fora nela foi de Ian;

*Courtney não era como Ali; ela não fazia questão de fingir que sua vida era perfeita, por isso ela tentava puxar assunto com as meninas. Como elas desconversavam, Courtney se irritava com o fato dela se sentir mal enquanto as meninas diziam, ou mentiam, que estavam bem. Por isso que ela as provocava;

*Courtney e Ali são filhas biológicas de Peter Hastings;

*Courtney se apaixonou por Nick, que disse ter sido esnobado por Ali no passado;

*Ali fazia ligações anônimas para Courtney e deixou uma foto dela com Ian na porta de sua casa, com uma mensagem escrita em batom. Durante a festa de Hanna (#4), Spencer encontrou essa foto em sua bolsa. Quando mostrou para as meninas, Emily se lembrou que viu a foto na bolsa de Mona, durante uma reunião com os organizadores do livro do ano. Um dos editores do livro fotografou o interior das mochilas e das bolsas de alguns alunos. Emily viu a foto da bolsa de Mona, que andava por aí com um brilho labial, uma caixa de lenços de papel e três organizadores diferentes, que estavam por cima de uma foto. Só era possível ver o braço de quem estava na foto;

*Courtney admitiu que se sentia obrigada a competir com Spencer, sem saber o motivo. Ela também revelou que se Hanna se esforçasse, ela poderia ser a abelha rainha da escola. Depois que Hanna se transformou, várias vezes ela se olhava no espelho e desejava que Courtney estivesse ali para ver a mudança. Hanna sabia que era a it girl, mas a palavra de Courtney  seria tipo uma benção para ela assumir o posto de abelha rainha;

*Courtney não queria nada com Ian; ela só prometeu um beijo para encorajá-lo a investir em Spencer. Depois que descobriu que a mãe tinha um amante, Courtney se negou a beijar Ian. Para ela, não era correto beijar alguém enquanto ela estava com Nick;

*Não entendi muito bem a relação de Iris com Ali. As duas pareciam ser amigas e Iris estava prestes a voltar para casa. Quando Courtney encontrou com Ali e Iris no banheiro da Preserve, Ali ameaçou a irmã, que semanas depois viu Iris no shopping. Iris apareceu no livro #7, como a colega de Hanna na Preseve. Hanna achava meio doentia a maneira como Iris falava de Courtney. Iris se disse decepcionada com Courtney por ela dizer que não era louca e depois ter mostrado o contrário. A internação de Hanna na Preserve foi um plano de -A. Estava planejado que ela conheceria Iris como companheira de quarto. Mas Iris falava mal de Courtney; então, não achei que ficou claro a relação e o plano delas;

*Jenna conhecia as gêmeas. Quando eram crianças, as três brincaram de boneca juntas no quintal. No livro #6, Ali manda para Emily uma foto das gêmeas com Jenna quando elas eram crianças. Uma das irmãs estava de costas e só era possível ver que era uma menina loira. A foto veio com a mensagem: alguma coisa aí está errada. Claro que Em não entendeu nada;


*Jenna pouco aparece no livro. Certa vez, ela tentou falar com Courtney mas foi interrompida por Toby. Ela já estava cega e queria falar algo sobre o irmão;

*Na noite do crime, Alison ficou meio perturbada quando percebeu que estava indo longe demais com a ideia de fazer a irmã pagar pelo que fez. Ela disse que não conseguiria matá-la. Talvez tenha sido esse o motivo para ela ter um cúmplice. Courtney reconheceu a voz da pessoa e, por sua reação, desconfio que Courtney gostava da pessoa e por isso não entendeu nada;

*Na manhã depois do crime, Ali fez de tudo para que seus pais acreditassem nela. Eles desconfiavam que Courtney tivesse feito algo de ruim para a irmã e, imediatamente, levaram-na de volta para a Preserve. Ali ficou histérica e gritava sem parar, tentando chamar a atenção de qualquer pessoa na rua;

*Ao passar de carro em frente a casa dos Hastings, o sr. D. pediu que Ali se escondesse para Spencer, que estava na varanda, não vê-la. Foi aí que Ali declarou guerra às meninas. Se elas não estivessem no quintal aquele dia, nada disso teria acontecido. Ali jurou as Liars de morte e afirmou que tinha um cúmplice, que iria ajudá-la com seu plano.

Um comentário:

  1. Olá! Sobre o fato da Amizade entre Íris e Ali. Íris falou mal de Courtney, se referindo indiretamente á verdadeira Courtney. Para que Hanna a achasse uma pessoa terrível, pois Íris tinha sido envenenada pela falsa história de Alison.

    ResponderExcluir