expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass' oncontextmenu='return false' ondragstart='return false' onkeydown='return checartecla(event)' onselectstart='return false'>

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Resenha Perigosas #8


Atenção: esse texto contém spoilers

O oitavo livro da saga PLL chega ao Brasil com o nome de Perigosas. Wanted, no original, é o volume responsável por nos apresentar uma das personagens mais conturbadas de Rosewood. A trama já começa tumultuada com a Sra. DiLaurentis convocando imprensa, polícia e vizinhos para um anúncio que vai revirar o caso do assassinato de Ali, a vida das Liars e da sua própria família. Do alto de um palanque, em frente a sua casa, a família DiLaurentis quebra o silêncio perante Rosewood e apresenta uma terceira filha, até então escondida entre as paredes de hospitais para doentes mentais. Sim, é ela: Courtney Dilaurentis.


Com Billy atrás das grades, a polícia e a família de Ali estão convencidos que ele é o assassino que tanto procuraram. Ele também é o acusado de ser o assassino da pobre Jenna Cavanaugh, que foi encontrada morta em uma vala no final do livro anterior. As Liars estão aliviadas que o responsável pelo crime está preso mas alguma coisa não deixa que elas realmente acreditem que Billy é o verdadeiro culpado. Que motivos teria um pedreiro para ter tanto ódio de Ali e de Jenna a ponto de matá-las? O que essas meninas teriam feito para ele? Ninguém sabia. A única coincidência é que Billy trabalhou em ambas as cenas dos crimes - que eram as casas de Ali e Jenna. E só.



Bombardeadas com imagens e reportagens de Billy e sobre si mesmas por toda Rosewood, as Liars vão até a casa dos DiLaurentis a pedido da mãe de Ali. Elas não faziam ideia do que iam encontrar. Mas também não poderiam imaginar o tamanho da bomba: para o espanto de todos, a família DiLaurentis é composta por três filhos. Jason, o mais velho; Alison, que foi assassinada e Courtney, sua irmã gêmea idêntica.



Diante de uma cidade estupefata com essa revelação, as meninas se aproximam de Courtney, que age com naturalidade, pois quer ser amiga das melhores amigas da irmã que morreu. Por decisão da família, só agora, com as coisas aparentemente nos trilhos, eles optaram por apresentar Courtney. Mas com uma ressalva: ninguém precisava saber que ela passou a maior parte da vida no sanatório Radley.



Aos poucos, Courtney trata de se enturmar com as Liars, passa a frequentar o Rosewood Day, se aproxima de Naomi e Riley e atrai todos os olhares por onde passa por causa da assustadora semelhança com Alison.



É nesse livro que as meninas, uma de cada vez, se lembram do dia em que conheceram Ali no quintal da casa dela. Todas se lembram de uma cena bem curiosa: primeiro Ali chegou com uma roupa, falou com elas. Depois, com outra roupa, voltou e tratou-as de maneira diferente, como se não fosse a mesma pessoa de alguns minutos atrás. Elas se lembram exatamente de todos os detalhes do dia em que invadiram o quintal de Ali em busca da cápsula do tempo para o Charity Day do colégio. Foi nesse dia que Ali as escolheu para serem melhores amigas para sempre.



A estrutura da narrativa permanece a mesma dos outros livros: em cada capítulo, o narrador aborda a vida de uma das Liars. Mas dessa vez, os capítulos contam uma mesma história: como Courtney contou para cada uma delas, individualmente, que ela não era Courtney mas sim Alison. Courtney pede para que continue sendo chamada de Courtney e explica que ela, Alison, foi vítima de uma armação de Courtney para que fosse para o sanatório e por isso tem que ter cautela com seus pais para que o erro não se repita e ela volte para lá.


Courtney se revela como Alison para uma Liar de cada vez e propõe que após o baile da escola todas as amigas se juntem para uma viagem rápida a cabana de Poconos, onde já passaram bons momentos juntas e possam ter um momento de paz. As Liars se assustam com o impacto do troca-troca das gêmeas, mas logo se deixam seduzir por Courtney e confirmam que vai haver sim uma nova reunião em Poconos.

Junto com a revelação de que Courtney é Alison, Courtney toca em assuntos que deixaram as Liars muito ligadas a Ali. Ela beija Emily, cutuca os laços familiares que a une com Spencer, apronta com Naomi e Riley para defender Hanna e abre os olhos de Aria para não deixar que o namoro dela com Noel desande.

Paralelo a essas reviravoltas, as meninas se lembram que na noite em que Ali sumiu, elas tinham tirado algumas fotos com uma Polaroid e que era possível ver alguém do lado de fora, na janela, mas que não podia ser bem definido porque o flash estourou bem em cima do rosto dessa pessoa. Nos noticiários, essa foto e alguns vídeos das já conhecidas Pretty Little Liars escandalizam as meninas, que descobrem que por muito tempo estavam sendo observadas por Billy, o suposto assassino de duas de suas amigas.

Em meio a tanto tumulto, Hanna termina com Mike por conta de um boato que queimou a popularidade dele e ela não quer arriscar perder a dela. Spencer está com Andrew, que mal aparece. Emily está solteira e deixa, mais uma vez, o amor que sente por Ali falar mais alto. Melissa se torna mais suspeita do que nunca para as Liars, principalmente porque depois que Courtney foi anunciada, ela não atende mais o telefone.

Mesmo anestesiadas com a chegada de Courtney, que revelou ser Ali, as Liars estão muito felizes de ter sua grande amiga de volta e essa felicidade vai ser celebrada na cabana em Poconos.

Após o final do baile, as meninas se juntam e seguem para a cabana, com muita bebida, cheetos, energético, biquínis tamanho zero e a companhia de Ali. Na cabana em Poconos, as Liars logo se vêem trancadas na sala prontas para repetir o mesmo ritual da noite em que Ali sumiu: uma sessão de hipnose. Até começarem a sentir um cheirinho de fumaça. Por debaixo da porta, uma carta chega para deixar ainda mais atordoante a volta de Ali.

É nessa carta que Alison DiLaurentis conta que ela não é Courtney, que ela matou a irmã gêmea porque ela sempre quis se passar por ela e armou para ela (Ali) ir para o sanatório em seu lugar (Courtney).

Não foi de Alison que as Liars ficaram amigas, mas sim de Courtney. Alison diz que jamais andaria com umas meninas iguais a elas e que Courtney ter feito isso, se passando por ela, foi um crime imperdoável. Alison se revela como a segunda -A, assume que armou para incriminar Billy e que teve que dar um fim em Ian e Jenna porque os dois sabiam da existência das gêmeas.

As Liars náo conseguem esconder a decepção por terem sido enganadas e, agora, super humilhadas pela verdadeira Ali. Mas elas precisam sobreviver ao incêndio, que já tomava conta da cabana, para sobreviver a vida após essa bombástica revelação. As meninas encontram uma saída depois que abrem um armário e também encontram Melissa amordaçada junto com o cadáver, já em estado de putrefação, de Ian. As Liars conseguem a sair da cabana, que explode, e deixa no ar, queimando como os escombros, a dúvida se Alison DiLaurentis realmente morreu. Segundo a polícia, seria impossível alguém sobreviver aquele fogo.

Perigosas é um dos livros mais interessantes da saga. Em vez de girar em torno das ameaças de -A, a história se concentra em conectar as Liars com Courtney e através da revelação da irmã maluca explicar várias pontas que ficaram soltas nos livros anteriores. Com a chegada de Courtney, as meninas descobriram quem eram as duas loiras que Ian viu próximo a floresta; acharam a resposta para a frequência do nome de Jason na papelada do Radley; Hanna descobriu que Ali foi colega de quarto de Iris, de quem ela também foi colega na última clínica em que esteve; Aria entendeu porque a médium Esmeralda falou que Ali matou Ali e finalmente descobriram que a pessoa que estava as espionando no dia em que "Ali" desapareceu era a própria Alison, que por ter o cabelo loiro e o flash estourado no rosto, conseguiu ser confundida com Billy e Melissa.

Perigosas confirma que foi Courtney quem foi amiga das meninas e acabou sendo assassinada por Ali. Mas não confirma se Alison morreu no incêndio da cabana. Ainda no livro, o narrador conta que algumas pessoas afirmam ter visto a menina de cabelos dourados, rosto de maça e lábios de coração em vários lugares do mundo. Um deles é a Jamaica, onde a saga das PLL recomeça.

Livro: Pretty Little Liars Perigosas

Título Original: Pretty Little Liars Wanted
Autora: Sara Shepard
Número de páginas: 272
Editora: Rocco
Preço: R$27,80

Nenhum comentário:

Postar um comentário