expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass' oncontextmenu='return false' ondragstart='return false' onkeydown='return checartecla(event)' onselectstart='return false'>

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Alguma coisa está errada com Alison/Parte II

Após encontrar com metade de Rosewood para resolver problemas particulares e tentar silenciar -A usando os vídeos de Ian como ameaça, Alison voltou para o celeiro, encontrou as meninas dormindo e fez uma horinha para ver se receberia mais alguma mensagem. Como não recebeu nada, Alison concluiu que silenciou -A e decidiu voltar para casa. A poucos metros da porta dos D., alguém surpreendeu Alison pelas costas ao dar uma pedrada na lateral de sua cabeça. A trágica cena foi presenciada pela sra. D., que viu, pela janela e em silêncio, sua filha ser morta. O que vimos a seguir foi uma Alison aos prantos, contando para as amigas, desacreditadas, que o pior ainda estava por vir: ela foi enterrada viva pela própria mãe.

Se tem uma parte da conturbadíssima noite do celeiro que podemos afirmar que Alison mentiu 100% é sobre sua morte. Motivos não faltam. Começando com a pedrada. Não exatamente com a pedrada em si, mas com a decisão de Alison de fazer uma horinha no celeiro esperando receber uma mensagem de -A após ter peitado todos os suspeitos. Segundo a própria Alison, -A iria matá-la naquela noite. -A estava mais do que decidido. Da noite do celeiro, Alison não passava. Seguindo o raciocínio de Alison naquela noite, ela ameaçou os suspeitos achando que, após confrontá-los, ela não receberia nenhuma mensagem, o que significaria que essa palhaçada de -A tinha terminado. Se sobrou coragem para Alison peitar um por um dos suspeitos a noite, no meio do mato e sozinha, faltou um pouquinho de esperteza para ela finalizar esse drama. Apesar de não saber quais dos suspeitos era -A, Alison acreditou que derrubou -A. O mesmo -A que passou o dia inteiro grudado nela, de repente se intimidou por causa de uns vídeos, permitindo a Alison voltar para casa na maior tranquilidade. Só ela mesmo para achar que -A fosse mandar mais mensagens depois de ter visto a fúria dela. Alison não pensou que, se com os vídeos em mãos ela tinha algo contra -A, isso não seria mais um motivo para -A dar um fim nela o mais rápido possível? O que ela estava esperando? Que -A mandasse uma mensagem falando oi, agora você sabe como me ferrar. Vou te deixar em paz. Beijos -A. Ela achou mesmo que ia parar -A? Segundo a sua versão, ela não só achou como teve certeza que conseguiu derrubar -A. Tanto que foi embora para casa. Tamanha certeza resultou em uma pedrada na cabeça e com a pobrezinha enterrada viva pela própria mãe. Não fosse Grunwald, como será que Alison estaria hoje? Do mesmo jeito que estaria se Grunwald não tivesse aparecido. Bem viva. 

Para nós, Alison não foi apedrejada coisa nenhuma. Muito menos foi enterrada pela sra. D. e desenterrada por Grunwald. A pedrada é uma contradição pela maneira como o corpo de Ali cai no chão. A pessoa apedreja Alison na lateral da cabeça e ela cai reta/90º na grama. E a sra. D. vendo tudo isso EM SILÊNCIO. Isso porquê horas antes ela ordenou que Alison não saísse de casa. A sra. D. vê Alison fora de casa, continua olhando pela janela como se nada tivesse acontecido E acontecendo, vê a filha levar uma pedrada e não dá um grito. Para o silêncio da sra. D. ao ver Ali ser apedrejada temos uma justificativa. Se ela estava acobertando a pessoa que apedrejou Ali, claro que ela não ia começar a berrar MAS ao ver Alison no quintal, por que ela não fez nada? Não era a sra. D. que estava histérica no telefone mandando Alison obedecê-la pelo menos uma vez na vida e não sair de casa? O que a sra. D. ficou fazendo esse tempo todo que não viu que Alison não estava em casa? 

Dando sequência a versão de Alison, depois de ser apedrejada, ela foi enterrada viva pela mãe e desenterrada por Grunwald, que a levou para um hospital. Desorientada e com medo, Alison abandonou Grunwald no hospital, sendo resgatada por Mona enquanto vagava pela estrada. Na hora que deveria ter medo, Alison não teve; que foi após achar que silenciou -A e saiu andando do celeiro de madrugada. Quando estava segura, com Grunwald, ela resolve sair andando no meio do nada. Não fosse Mona, como será que Alison estaria hoje? Do mesmo jeito que estaria se Mona não tivesse aparecido. Bem viva. 

No 4x12, Grunwald fala para as meninas que teve um mau pressentimento na noite do celeiro e voou para o quintal dos D. a tempo de desenterrar Alison com vida. Grunwald contou que levou Alison para o hospital e foi procurar ajuda. Quando voltou, Alison havia desaparecido. Se Grunwald era tão sensitiva quanto dizia, por que ela só pressentiu que Alison estava em apuros enquanto ela era apedrejada/enterrada? Grunwald não ficou preocupada quando deu de cara com o carro vazio no hospital? Ela não temeu pela segurança de Alison depois de tudo que aconteceu? Grunwald simplesmente viu que Alison sumiu e foi embora? Grunwald fez isso porquê Alison inventou a participação dela na sua fuga ou por que Grunwald realmente não tinha motivos para se preocupar? Ficamos com a segunda opção.

Vamos comentar esse palpite no próximo post, que é sobre o que achamos que aconteceu na noite do celeiro. Super resumindo, Alison forjou sua morte e a fuga para o Lost já estava nos seus planos. Após morrer, Alison daria um tempo no Lost para se transformar em Vivian D. e sumir de Rosewood. Vamos comentar também sobre as pessoas que estavam de blusinha amarela, Mona e a sra. D.

2 comentários:

  1. amo as teorias, amo as especulações... AMO O BLOG INTEIRO! MELHOR BLOG DE PLL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelvin, super obrigado!!!! Valeu X 100

      Excluir