expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass' oncontextmenu='return false' ondragstart='return false' onkeydown='return checartecla(event)' onselectstart='return false'>

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Especial: Escreva um texto feliz

Escreva um texto feliz

Escreva um texto feliz e que me tire um pouco daqui. Que me faça voltar a ter esperança, a confiar que um dia tudo isso que tem nos consumido será apenas parte de uma lembrança amarga. Precisamos voltar a acreditar neles, nos outros, aquelas pessoas que hoje parecem distantes, movidas por engrenagens de ferro pouco maleáveis.

Cante uma música feliz e que saia do fundo do seu coração. Que seja a expressão de uma alma aberta a encontrar com outras transbordando a força e a energia que são capazes de transformar trevas em luz. Não tenha receio de dançar; não contenha suas mãos, braços e pernas. Solte tudo com ou sem o menor ritmo, pelo simples prazer que está na expressão daquilo que não pode ser contido.

Abra as compotas, desate os nós, destrave as amarras. Fale sobre o que sente, diga que se importa, demonstre o amor que tantas vezes ficou preso na sua garganta… Melhor ainda: grite o amor sem receio de parecer cafona, dependente, sentimental, carente e frágil. Use os sentimentos para empoderar as relações que você conquistou, mas não se feche para as que estão prontas para entrar e chacoalhar a sua vida. E de novo, fale sobre o amor com todas elas. Nunca é demais!

Chore com as notícias, sinta o chão fugindo dos seus pés e o controle saindo de suas mãos. Perceba-se bem menor do que gostaria, para só então entender-se um gigante no que consegue ser. Ambicione ser maior do que é, mas sem perder o vínculo com o presente. E siga em frente escrevendo um texto, uma história, sua vida, feliz… Porque o resto vem como consequência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário